CINEMA & EDUCAÇÃO

Dedicado a professores, alunos e amantes da 7ª Arte…

Osama

Profa. Ms. Cintia M. S. Palma

em construção_

 

Gênero: Drama

País: Afeganistão

Ano de lançamento: 2003

Duração: 82 min

 

Direção e roteiro: Siddiq Barmak

Produção: Siddiq Barmak, Julia Fraser, Julie LeBrocquy e Makoto Ueda

Música: Mohammed Reza Darvishi

Fotografia: Ebrahim Ghafori

Edição: Siddiq Barmak

Estúdio: Barmak Films / NHK / Hubert Balls Fund of Rotterdam Film Festival / LeBrocquy Fraser Productions

Distribuidora: Metro-Goldwyn-Mayer / Imagem Filmes

 

ELENCO

Marina Golbahari (Osama)

Arif Herati (Espandi)

Zubaida Sahar (Mãe)

 

SINOPSE

Em pleno regime Talibã no Afeganistão, Osama, menina afegã, se vê obrigada a cortar o cabelo e se vestir como se fosse um menino para ajudar sua família composta apenas de mulheres.

 

CURIOSIDADES

– Todos os atores do filme são amadores, tendo sido escolhidos entre a população da cidade de Kabul. Para encontrar a personagem principal ele foi a escolas, orfanatos, centros de crianças de rua e campos de refugiados. Muitos atores vieram de fato de campos de refugiados, mas Siddiq encontrou a atriz principal, Marina Golbahari, na rua.

– Osama é o primeiro filme em versão longa-metragem feito no Afeganistão na era pós-Talibã.

– O filme marca a estréia de Siddiq Barmak como diretor (ele também escreveu, produziu e editou o filme).

– Quase um ano foi gasto na produção de Osama. O projeto teve início em junho de 2002 e terminou em março de 2003, no subúrbio de Kabul, depois do colapso do regime Talibã.

– Exibido na mostra Panorama do Cinema Mundial, no Festival do Rio 2003.

– Siddiq Barmak  afirmou em entrevista que foi influenciado por cineastas como Andrei Tarkovsky e Tengiz Abuladze e pelos cineastas iranianos Mohsen Makhmalbaf e Abbas Kiarostami.

– O filme foi rodado em Arriflex 35mm B.L. 4 camera. A edição foi feita no Resaneh Pouya Institute, no Teerã.

– O Ministério de Cultura do Irã doou material, equipamento de filmagem e serviços de laboratório avaliados em aproximadamente US$ 25,000 e a Makhmalbaf Film House doou sessões de treinamento de cinema em Kabul, enviou uma equipe do Irã e ainda ofereceu uma ajuda de mais ou menos US$ 21,000 em incentivo financeiro para a produção de Osama.

– O Ministério da Cultura do Irã também consertou a única câmera BLI existente no Afeganistão e doou um acervo de mais de 2.000 livros e 300 vídeos para a indústria cinematográfica afegã.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: