CINEMA & EDUCAÇÃO

Dedicado a professores, alunos e amantes da 7ª Arte…

Escritores da Liberdade

Profª. Cintia M. S. Palma 

(Freedom Writers)

Gênero: Drama

Duração: 122 minutos

Lançamento: 2007

País: Alemanha / EUA

Classificação etária: Livre

FICHA TÉCNICA

Direção: Richard LaGravenese

Roteiro: Richard LaGravenese, Erin Gruwell, Freedom Writers

Produção: Danny DeVito, Michael Shamberg e Stacey Sher

ELENCO

Hilary Swank………..Erin Gruwell

Imelda Staunton…….Margaret Campbell

Patrick Dempsey……Scott Casey

Scott Glenn………….Steve

April L. Hernandez….Eva

Jacklyn Ngan………..Sindy

Kristin Herrera……….Gloria

Mario Barrett…………Andre Bryant

Sergio Montalvo……..Alejandro

Jason Finn………………Marcus

Deance Wyatt………….Jamal

Vanetta Smith………….Brandy

Gabriel Chavarria……..Tito

Hunter Parrish………….Ben

SINOPSE

Nas páginas de diários de alunos que vivem em meio ao caos urbano por causa da discriminação racial e pré-conceitos, uma professora idealista, Erin Gruwell (Hilary Swank) tenta mudar o ambiente na sala-de-aula, não ensinando somente o conteúdo de uma matéria específica, mas também tenta lecionar lições de vida a seus alunos, que aprendem com ela, como ser cidadão. Para concretizar seus planos, Erin terá que revolucionar o ambiente escolar, e para isso, terá que passar por cima da burocrática e conservadora diretora da escola, Margaret Campbell (Imelda Staunton) e abrir mão de sua vida pessoal para com seu marido Scott Casey (Patrick Dempsey).

TEMA

Discriminação racial;

CURIOSIDADES

– O filme é baseado na história real dos alunos  e da Professora Erin relatados no aclamado best-seller : O Diário dos Escritores da Liberdade”.

A verdadeira Professora Erin e seus alunos

– O filme estreou nos Estados Unidos em 5 de Janeiro de 2007, estreando em quarto lugar, com uma bilheteria de aproximadamente 9 milhões.

– A bilheteria total foi de US$42,827,394, sendo US$36,605,602 apenas nos Estados Unidos.

– Entre as músicas incluídas na trilha sonora estão “A Dream”, uma colaboração do rapper Common com o produtor will.i.am inspirada no histórico discurso de Martin Luther King, “Eu Tenho Um Sonho”, além de “Keep Ya Head Up”, uma canção de Tupac Shakur.

– PARA REFLETIR:

1) A partir da cena destacada abaixo, discuta a “Pedagogia Tradicional”.

2) A Profa. Erin, ao tentar inovar, tentar novas alternativas as aulas tradicionais, encontrou vários entraves na escola. Dentre eles podemos citar: a apatia e a descrença nos alunos dos professores da escola, bem como a falta de apoio da direção da escola.  Como ela conseguiu reverter essa situação?

3- A partir de uma episódio de discriminação ocorrido em sala de aula, a Profa. Erin passou a observar seus alunos e desenvolveu um projeto para debater não só as temáticas de sua disciplina (Língua Inglesa), como também questões mais amplas e prementes da sociedade norte-americana – as gangues.

– A partir das cenas selecionadas abaixo, das ideias chaves destacadas, analise o projeto desenvolvido.

– “A linha”: Quem somos nós? Iguais ou diferentes?

– O rap unindo…

– Debates

– Projeto “O Diário”

– Leitura do “Diário de Anne Frank”

–  “O brinde da mudança”

4) Observe as duas cenas abaixo e compare: “Pedagogia Tradicional”  e “Pedagogia Construtivista”


UM OUTRO DEBATE POSSÍVEL:

Observe o vídeo elaborado por Ana Regina Perin, Catharine Marangon Ribeiro, Débora Milani Provin, Nicole Salton sob supervisão do Prof. Daniel. Infelizmente esses são os únicos dados que constam. A partir do filme eles elaboram uma série de problematizações que são pertinentes com os atuais debates da pedagogia.

13 comentários em “Escritores da Liberdade

  1. Carlos Robertp Alves da Siva
    12 de abril de 2011

    Escritores da Liberdade é um ótimo filme para trabalhar em sala de aula, sobretudo na disciplina de História, já que no desenrolar das cenas a professora Erin Gruwell (Hilary Swank) discutiu um fato histórico tão marcante: o Holocausto. Ela faz uma analogia entre esse episódio e o cotidiano violento dos seus alunos Com essa atitude ela conseguiu envolve-los.
    A partir de grandes temas históricos, em sala de aula se faz necessário, assim como fez a professora Erin, debater a questão do aluno como sujeito histórico. Não é mais possível, nos dias de hoje, realizar debates em sala de aula sem fazer a relação com o cotidiano do qual os alunos fazem parte.
    Outro fator importante e discutido nos dias atuais é o Bulling. Esse tipo de violência tem se tornado constante nas escolas, sendo caracterizado como um fenômeno mundial. O problema é que esse tipo de fato tem afetado psicológicamente nossos alunos ocasionando não só revolta e até mesmo massacres e assassinatos (como é o caso clássico de Columbine). Por outro lado, outros cometem suicidio.
    Dentro do ambiente escolar, alguns alunos sofrem violência por parte dos colegas, passando, mais tarde a ser agressor.
    Enfim, em Escritores da Liberdade podemos discutir discriminação racial, violência, guetos, gangues etc., no qual a nossa sociedade, nossos alunos, está(ão) exposta(os).
    Espero que o comentário tenha contribuido de maneira positiva para meus colegas que trabalham com educação.

    Até a próxima…

    Carlos Roberto Alves da Silva (aluno de história da UMC)

  2. Adriana Viana
    26 de abril de 2011

    Eu sou estudante universitaria – UMC. Assisti esse filme e achei o máximo!!!! É muito importante todos nós, futuros educadores, termos o conhecimento e as práticas que o filme nos mostra. A forma que devemos agir nas dificuldades encontradas na escola, como falta de interesse de alunos, professores e gestores; alunos que moram na periferia, pais que não apoiam a escola, violência etc. Esse filme “Escritores da liberdade” é muito bom…

    • Cintia M. S. Palma
      3 de novembro de 2011

      Adriana

      Com certeza esse filme nos faz refletir sobre nossas práticas!

      Bjos, Cintia

  3. Taís Fernanda da Silva
    27 de abril de 2011

    Para todos que estão na área de educação; acredito que assistir este filme é fundamental!
    Com determinação e coragem, podemos alcançar nossos objetivos, por mais difíceis que sejam!

  4. JULIANA DANIELA DE BARROS GAIA
    28 de abril de 2011

    Este foi um dos melhores filmes que assisti!. Um exemplo de como o professor pode fazer a diferença e mudar a vida de seus alunos, com força de vontade e determinação! Uma professora brilhante que soube quebrar as barreiras da violência, de recursos mínimos, a falta de apoio dos seus colegas na escola, não se importando com as criticas. A professora soube valorizar seus alunos que eram marginalizados pela escola, respeitá-los como pessoas, e ensinálos a serem cidadãos críticos, estimulando-os a estudar.
    Juliana Daniela de Barros Gaia, estudante de Pedagogia.

    • Cintia M. S. Palma
      3 de novembro de 2011

      Juliana,

      Concordo plenamente com vc. Determinação e coragem são fundamentais em nossa prática docente!

      Bjos, Cintia

  5. Maria do Carmo ou Carminha
    15 de outubro de 2012

    Oi professora Cintia, eu também gostei muito desse filme, ele retrata um desafio o qual a professora Erin enfrentou e venceu, com determinação e também com muito amor por sua profissão, este filme é um bom exemplo para os futuros professores, beijos, tchau, e fique bem!

  6. Sheila Mota
    28 de outubro de 2012

    Esse Filme é uns dos melhores

  7. marcelo
    8 de junho de 2013

    é uma lição de vida o quanto devemos ter fé no ser humano que podemos mudar se realmente acreditarmos ,filme é ótimo.

  8. janilton cesar lima
    5 de julho de 2014

    este filme aconteceu comigo no 1 ano fundamental,quando comecei a estudar entrei na escola no mes de agosto, e na minha turma todos ja sabiam ler,e quando chegava minha vez os outros alunos riam de mim por nao conseguir ler.entao eu chorava muito e nao queria ir a escola mais.Um certo dia a minha professora dona Rosana chegou na sala e disse o seguinte:preciso de um menino esperto e responsavel para trazer rosas para mim todos os dias,todos levantaram a mao menos eu pois tinha vergonha da classe.Ela entao disse para turma:so que eu ja escolhi quero o Janilton para trazer as rosas para mim.NO dia seguinte sai para o mato procurando tudo que achasse que fosse flor para levar para ela.Ao chegar na sala deixei o arranjo de flores do mato na mesa dela,e ao sair ouvi uma voz dizendo assim:Janilton volta aqui,eu voltei e ela me olhou nos olhos com um sorriso mais lindo e completou a frase,e o mei beijo nao vai me dar.para mim foi a coisa mais importante de minha vida com o passar dos dias a turminha começou a conversar comigo e quando a professora Rosana pedia para mim ler,quando começava a gaguejar,eu olhava para a turma e ela logo pedia aos meus amiguinhos para me ajudar,foi assim que aprendi a ler com o amor e carinho desta professora que fez o diferente em minha vida obrigado tia Rosana do bairro Milionarios no Barreiro em Belo Horizonte MInas Gerais abraço e paz a todos os educadores janilton cesar lima

  9. dayane
    15 de outubro de 2014

    Gostararia de saber as caracteristicas de cada personagem…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: