CINEMA & EDUCAÇÃO

Dedicado a professores, alunos e amantes da 7ª Arte…

Conrack

CONRACK

 

Gênero: Drama

Duração: 107 min

Lançamento: 1974

País: EUA

Classificação etária: Livre

 

FICHA TÉCNICA

Direção: Martin Ritt

Roteiro: Irving Ravetch e Harriet Frank Jr., baseado em livro de Pat Conroy

Produção: Harriet Frank Jr. e Martin Ritt

Fotografia: John A. Alonzo

Música: John Williams

Edição: Frank Bracht

Estúdio: 20th Century Fox

Direção de arte: John McCarthy

Figurino: Margo Baxley

Distribuidora: 20th Century Fox Film Corporation

 

ELENCO

Jon Voight (Pat Conroy)

Paul Winfield (Mad Billy)

Madge Sinclair (Sra. Scott)

Tina Andrews (Mary)

Antonio Fargas (Quickfellow)

Ruth Attaway (Edna)

Gracia Lee (Sra. Sellers)

Jane Moreland (Sra. Webster)

Nancy Butler (Sra. Ryder)

Robert W. Page (Sr. Spaulding)

Hume Cronyn (Sr. Skeffington)

Mac Arthur Nelson (Mac)

James O’Rear (Carteiro)

 

SINOPSE

Pat Conroy (Jon Voight), um branco que no passado fora racista, chega para ser professor numa escola que tem como alunos crianças negras pobres. A história se passa na remota Ilha de Yamacraw, Carolina do Sul no ano de  março de 1969. Na verdade toda a ilha é habitada por negros pobres, com exceção de um comerciante, que tem um pequeno negócio. A sra. Scott (Madge Sinclair), a diretora da “escola” – que é pouco mais de uma cabana – só o chama de Patroy e seus alunos de Conrack não conseguem dizer Conroy, pois no isolamento criaram seu idioma. Eles são analfabetos, não conseguem contar e nem sabem em qual país vivem. Pat tenta trazer uma educação de melhor nível, lhes mostrando filmes, lhes ensinando a nadar, explicando a importância de escovar os dentes etc. No entanto, Pat, tem de enfrentar vários obstáculos entre eles a diretora da escola que chama os alunos de lentos e preguiçosos, além de crer que a melhor forma de educa-los é no chicote, além de seu chefe, o sr. Skeffington (Hume Cronyn), que mora numa cidade próxima e se mostra insatisfeito com os métodos de Pat, que não tem medo de dizer que racismo é em grande parte culpado pela negligência dos estudantes.

 

TEMA

Relação da escola e do currículo com o cotidiano dos alunos; choque cultural; racismo; relação professor/aluno em situações de falta de materiais e recursos escolares;

Um comentário em “Conrack

  1. Alfredo Pereira dos Santos
    9 de outubro de 2013

    A situação das crianças que o Conrack encontrou na década de 60 do século passado num lugar isolado do sul dos Estados Unidos não é muito diferente da situação das crianças pobres aqui do extremo sul da Bahia. Com uma diferença: os alunos do Conrack eram mais atentos.

    Quanto à discriminações e idéias pedagógicas equivocadas, lá e cá também não existem muitas diferenças.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: